O Fortaleza lidou com seus traumas de maneira fantástica em um vídeo. | Futebol de Terno, por Fellipe Gonçalves

A derrota faz parte do esporte, é um acontecimento normal que, em termos estatísticos, tem 33% de chances de acontecer a cada jogo. Embora tenhamos casos como os Invincibles (lendária equipe do Arsenal que conquistou o Campeonato Inglês de maneira invicta), é muito difícil que um clube consiga manter uma sequência absurda de triunfos, sobretudo em campeonatos de alto nível disputados de maneira alternada, onde o desgaste físico dos jogadores, aliado aos elencos curtos, é determinante para o desempenho em campo.

Como vimos neste texto do grande Felipe Blanco, também colunista do Brand Bola, o efeito positivo da vitória não dura tanto quanto o efeito negativo da derrota. E, dentre as derrotas, sempre existem as que são amargas, traumatizantes, que deixam o torcedor sem dormir e viram motivo de piada na torcida rival.

Na última sexta-feira, 10 de abril, o Fortaleza lançou um vídeo em suas redes sociais relembrando alguns momentos terríveis para os torcedores, como a recente derrota para o Independiente no último minuto, pela Conmebol Sul-Americana. No vídeo, fala-se que, esses momentos até não queriam ser lembrados, mas que a torcida conhece a dor de ser eliminado com um gol no último minuto, a dor de perder um jogo sem merecer e a dor de perder sem perder (fazendo referência a uma eliminação com dois empates, pelo gol qualificado), mas que nenhum desses momentos causou o que o coronavírus pode causar: a dor de perder alguém.

Ficou curioso? Confira aqui o vídeo!

O vídeo, idealizado e executado pela equipe de marketing do Fortaleza, liderada pelo publicitário Marcel Pinheiro, teve uma ótima repercussão e aceitação entre os torcedores, que deixaram comentários elogiando e enaltecendo os dias difíceis e a sua importância para a reconstrução do clube, chegando a um título nacional. É de se aplaudir a coragem com que o clube resgatou momentos ruins do passado e utilizou ao seu favor para aproximar o torcedor, fomentando a narrativa da recuperação e a busca pela glória. Como nas melhores histórias, conhece-se o fracasso para se construir o sucesso.

Cearense, graduado em Marketing, atua como Social Media e Redator. Um apaixonado por futebol que não se tornou jogador, mas se mantém próximo escrevendo sobre gestão e marketing no esporte.
Instagram: @_felliipe e @marketingfutebolclube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *