fbpx

Ações sociais de clubes que valem a pena serem lembradas | Por André Romero

No atual cenário de pandemia, muitos clubes estão se posicionando, especialmente em suas redes sociais, sobre o coronavírus. Mensagens de conscientização e solidariedade estão sendo propagadas por diversas equipes pelo mundo inteiro. Com a chegada do vírus ao Brasil, e, consequentemente, de seus reflexos em de toda a sociedade brasileira, os times daqui também começaram a se posicionar sobre o tema.

Porém, já não é a primeira vez que os times brasileiros se expressam em relação a temas que não estão ligados ao esporte. Causas sociais também são importantes pautas para um time administrar em sua comunicação, e, nesse texto, vamos relembrar alguns cases que chamaram bastante atenção, gerando repercussão na mídia e conscientizando não somente a sua torcida, mas toda a população sobre os importantes temas que foram abordados.

A seguir, serão mostradas 5 ações no futebol brasileiro, que conscientizaram sobre causas sociais de forma eficaz e criativa, mostrando que responsabilidade social e futebol não são temas tão distantes!


1 – Fortaleza


Em Maio de 2019, o Fortaleza estava passando por um ótimo momento. Em apenas 6 meses, havia conquistado a Série B do Brasileirão, o Campeonato Cearense e uma inédita Copa do Nordeste. Apesar disso, pichações como “Desisto”, “Vergonha” e “É o fim” foram avistadas nos muros do estádio sede do clube, o Estádio Alcides Santos.

Muitos torcedores ficaram confusos com a aparente “cobrança”, afinal o clube havia acabado de ganhar a Copa do Nordeste. O que eles não sabiam, é que tudo aquilo não passava de uma campanha para a conscientização e valorização da vida feita pelo próprio Fortaleza em parceria com o Ministério Público do Ceará.

A respeito do questionamento dos torcedores sobre o porquê das mensagens, o presidente Marcelo Paz explicou, após a campanha:

– “O clube Fortaleza passa por um bom momento, e as pichações nas sedes deixaram as pessoas com dúvidas: ‘Por que isso?’. Às vezes você observa alguém que está ali e parece bem, mas a pessoa está passando por uma depressão ou tem uma tristeza que pode gerar um pensamento suicida. Precisamos trabalhar a prevenção. Queremos lembrar de ter mais carinho, amor e gentileza com os que estão próximos da gente.”


2 – Bahia


No início de Setembro do ano passado, diversas manchas de óleo começaram a aparecer no litoral nordestino, incluindo os estados da Bahia, Sergipe, Alagoas, Ceará e Rio Grande do Norte. Além de afetar a fauna local, a contaminação também afetava a saúde de voluntários, que ajudaram na limpeza das praias.

Visando esse problema, o Esporte Clube Bahia entrou em campo com uma camisa “manchada de óleo” em protesto contra o desastre ecológico no litoral brasileiro, na partida contra o Ceará pelo Campeonato Brasileiro. Além disso, o clube lançou um manifesto em defesa das praias do Nordeste, que foi iniciado com a frase “O problema é seu. O problema é nosso”. Os uniformes utilizados foram leiloados e o dinheiro arrecadado foi doado para alguns grupos que estavam ajudando na limpeza das praias.


3 – Vitória + Penalty


A Penalty, fornecedora do material esportivo do Vitória em 2012, aproveitou a tradicional camisa rubro-negra listrada do clube para fazer uma ação brilhante de responsabilidade social.

A partir do lema da torcida, “meu sangue é rubro-negro”, foi criada uma campanha para incentivar a doação de sangue pelos torcedores. Para isso, a cor vermelha foi retirada da camisa, e o uniforme ganhou listras brancas e pretas.

Conforme os torcedores doavam sangue em locais específicos e batiam as metas, o vermelho ia, gradualmente, voltando ao uniforme, que, no final da ação, voltou às cores normais.


4 – São Paulo + MRV


Na 2º partida entre São Paulo e Avaí no Brasileirão do ano passado, também foi realizada uma bela ação social. Na disputa ocorrida no Morumbi, a agência de publicidade DAVID, em parceria com a construtora MRV, que patrocina o tricolor paulista, reuniu 10 atletas paralímpicos (sete cadeirantes e três com próteses) para exercerem a função de gandulas durante toda a partida.

O objetivo foi incentivar o debate sobre a importância da inclusão e da acessibilidade. A ação, além de ser benéfica para o São Paulo, tendo em vista que apoiar causas desse tipo sempre cai bem para a imagem do clube, também foi boa para a exposição de seu patrocinador, mostrando para os espectadores que os imóveis construídos pela empresa atendem a acessibilidade.


5 – Federação Paulista


Por último, mas não menos importante, esta ação aconteceu no último dia 16 de novembro, na final do Campeonato Paulista de futebol feminino, entre Corinthians e São Paulo. Apesar de nenhum dos clubes terem sido responsáveis pela ação, ela vale a pena ser citada.

Com criação da BETC/Havas, a Federação Paulista destacou a diferença salarial entre homens e mulheres alterando o placar do jogo. Cada gol marcado durante a partida valia 20% menos, percentual equivalente à diferença salarial média entre gêneros indicada pelo IBGE.

Além de conscientizar o público que estava assistindo à partida, a repercussão que a ação teve na mídia e a hashtag #PlacarPelaMudança foram fundamentais para aumentar o seu alcance.

E ae, lembra de outra campanha que foi um sucesso mas não foi citada aqui?  Fale sobre ela nos comentários!

Cursando Publicidade e Propaganda na PUC-RIO. Apaixonado por futebol desde cedo, escrevo para o Brand Bola sobre sócio-torcedor e relação torcida-clube. Instagram: @andreromero98

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *