Os efeitos do coronavírus para os fãs de esporte | Por André Romero

O coronavírus, também conhecido como COVID-19, vem afetando diversos segmentos da sociedade. As consequências na economia, como a constante queda da bolsa de valores e as paralisações em toda cadeia produtiva, e na educação, com a suspensão de escolas e faculdades em diversas partes do mundo, mostram a seriedade do momento. As entidades esportivas também estão tomando diversas providências, para que a contenção da propagação do novo vírus seja realizada de maneira mais eficiente possível, e o reflexo disto é uma alteração na própria forma de se consumir esporte.

Apesar do torcedor ser extremamente prejudicado com essas novas medidas, elas são necessárias, pois tendo em vista que a saúde da população está em risco em escala global, esse tema acaba se sobrepondo sobre o próprio esporte.

A seguir, veremos alguns dos reflexos no meio esportivo para a contenção do coronavírus. Vale ressaltar que a própria OMS (Organização Mundial da Saúde) declarou estado de pandemia, o que fez com que o esporte fosse afetado em escala global.


Futebol


Em diversos países, os principais campeonatos estão sendo paralisados e, se não, estão tendo jogos com os portões fechados para evitar a concentração de multidões em estádios.

No Brasil, alguns campeonatos estaduais tiveram seus jogos adiados, como o campeonato carioca, paulista, gaúcho e mineiro. Além disso alguns jogos da Copa do Brasil, como Fluminense x Figuirense, estão previstos para serem realizados com os portões fechados. A suspensão da competição ainda está sendo discutida.

Na Liga dos Campeões, a UEFA anunciou, nessa última sexta, que o campeonato está suspenso. Com isso, os quatro jogos de volta das oitavas de final que estavam marcados para terça e quarta-feira foram adiados. Antes do decreto, quatro jogos já haviam sido realizados com os portões fechados para evitar multidões: PSG x Borussia Dortmund; Barcelona x Napoli; Atalanta x Valencia; e Bayern x Chelsea.

Na Europa League todos os jogos da competição foram cancelados.

A Premier League também está suspensa em meio a pandemia do coronavírus. Todas as principais competições de futebol na Inglaterra param pelo menos até 3 de abril. Mikel Arteta, técnico do Arsenal, testou positivo para coronavírus, assim como Callum Hudson-Odoi, do Chelsea. Fora isso, jogadores do Leicester e do Everton já apresentam sintomas, e os times foram colocados em quarentena.

A Ligue 1 também foi suspensa. A organização da primeira e segunda divisões do Campeonato Francês anunciou nesta sexta-feira (13) a suspensão imediata e por tempo indeterminado a suspensão das competições. Antes disso, o Metz, clube que disputa a primeira divisão, já tinha afastado um de seus atletas por conta do surto. O jogador, que não teve seu nome divulgado, ainda não apresentava os sintomas no momento, mas estava em contato próximo com uma pessoa diagnosticada como portadora do vírus.

A Serie A do campeonato italiano foi o primeiro a suspender sua atividade, nesta última segunda (9). Todos os eventos esportivos do país foram cancelados até o dia 3 de Abril. A Itália é a nação mais afetada da Europa, e quase um terço da população já foi infectada. Atletas como Daniele Rugani, da Juventus, Manolo Gabbiadini, da Sampdoria, e Dusan Vlahovic, da Fiorentina, já foram diagnosticados como positivo para o novo vírus.

A Bundesliga, na Alemanha e a Youth League (Liga Jovem da UEFA) também tiveram suas atividades suspensas.


Basquete


A NBA anunciou na noite desta última quarta (11) que suspenderá a atual temporada após um jogador do Utah Jazz testar positivo para coronavírus. O duelo entre Jazz e Oklahoma City Thunder foi adiado depois que os jogadores já estavam em quadra. Todos eles voltaram para o vestiário e ficarão em quarentena até que exames sejam colhidos, e a torcida que já estava no ginásio foi obrigada a se retirar.

Além disso, a liga informou que “está suspendendo a temporada após a conclusão do cronograma de jogos de quarta-feira até novo aviso. A NBA usará esse hiato para determinar os próximos passos para avançar em relação à pandemia de coronavírus”.

A imprensa americana afirma que o jogador com coronavírus é o francês Rudy Gobert, considerado uma das revelações dos últimos anos, se destacando principalmente na defesa.
Agora, é questão de tempo para saber se a temporada será somente adiada ou cancelada.

A FIBA também anunciou a interrupção suas competições a partir dessa sexta-feira, 13 de março. O objetivo é proteger a saúde e a segurança de jogadores, treinadores, árbitros e torcedores da propagação do coronavírus. Nessa quinta-feira, a Euroliga de basquete suspendeu a temporada depois que Trey Thompkins, do Real Madrid, testou positivo para o novo vírus.


Esportes olímpicos em geral


O coronavírus afetou 42 das 50 modalidades na classificação às Olimpíadas de Tóquio, previstos para serem realizados entre 24 de julho e 9 de agosto. Apenas oito modalidades já definiram todo o quadro de competidores para o megaevento, sendo elas hóquei sobre a grama, vôlei de quadra, hipismo saltos, hipismo CCE (concurso completo de equitação), hipismo adestramento, softbol, ciclismo estrada e ciclismo pista.

Nesta quinta-feira, a Federação Internacional de Natação cancelou a realização do Pré-Olímpico de Polo Aquático, que seria realizado em Roterdã, na Holanda, na próxima semana. Também nesta quinta, a ATP suspendeu todas as competições de tênis até o fim de abril.


Fórmula 1


O Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1 está cancelado, juntamente com as etapas do Barein e Vietnã. A decisão foi tomada em conjunto com dirigentes de nove equipes (sem a McLaren), a organização da prova, a direção da categoria e oficiais da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

Pesou muito para o cancelamento o fato de um integrante da McLaren ter testado positivo para o coronavírus – outros 12 funcionários do time, que tiveram contato nos últimos dias com o colega contaminado, estavam isolados, mas não apresentaram sintomas.

Nos próximos dias, o mundo esportivo estará paralisado. Cabe a nós torcedores, termos um pouco de paciência até que a situação seja normalizada.

Cursando Publicidade e Propaganda na PUC-RIO. Apaixonado por futebol desde cedo, escrevo para o Brand Bola sobre sócio-torcedor e relação torcida-clube. Instagram: @andreromero98

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *