fbpx

A MARCA DO PATROCÍNIO | POR MOISÉS ELIAS

Pergunte a qualquer palmeirense sobre o patrocínio mais marcante na camisa do Palmeiras até hoje, e ele lhe dará dois, certamente. Parmalat e Crefisa. Talvez os mais saudosos e ‘noventistas’ optarão pela Parmalat, parceira inesquecível do clube nos anos 1990, e torcedores mais novos que não viram os esquadrões montados ao logo daquela década, citarão a Crefisa, atual patrocinadora. 

Mas o que essas duas eras vitor noiosas têm em comum? Na verdade elas trouxeram patrocínios que marcaram o clube e seus torcedores. O Palmeiras dos anos 1990 é sempre lembrado como o ‘o time da Parmalat’, que ganhou quase tudo que disputou e teve elencos estrelares. 

A parceria com a Crefisa até agora, trouxe um Campeonato Paulista duas Copas do Brasil, dois Campeonatos Brasileiros e uma Copa Libertadores. Sucesso bem idêntico com o que teve o time capitaneado pela Parmalat. E o que certamente pode pesar para a escolha dos torcedores mais novos.

O mesmo acontece com o torcedor do Atlético-MG. Pergunte a ele sobre o patrocinador da conquista mais importante do clube, a Copa Libertadores da América de 2013. Ele lhe dirá de bate-pronto: Banco BMG. 

Estas memórias ainda estão bastante vivas na memória de seus torcedores. E estas marcas sempre serão lembradas; seja no subconsciente das pessoas, ou quando matérias antigas sobre as conquistas forem reprisadas ou buscadas na internet.

O que acontece é que um time que é campeão, sempre será eternizado e, junto com ele, seu uniforme e os detalhes que compõem essa indumentária.  É um marketing quase que ‘vitalício’. Indiretamente, a marca sempre será exposta, mesmo que não seja há muito patrocinadora do clube.  E quem ganha mais com isso obviamente, são as próprias marcas. 

O que explica bem o alvoroço que a torcida do Vasco fez, quando o Cruzmaltino anunciou o retorno da Kappa – como fornecedora de material esportivo. 

O Marca italiana foi associada à época mais brilhante do clube de São Januário, onde, no fim dos anos 1990 – início dos anos 2000 faturou dois brasileiros e uma Copa Libertadores da América. 

É importante lembrar que o Vasco bateu record de vendas no lançamento das camisas, superando o arquirrival Flamengo e o Corinthians. Clubes com as duas maiores torcidas do Brasil, Respectivamente. 

O patrocínio no futebol sempre foi um grande negócio para empresários. Os Elementos que toda marca busca como visibilidade, engajamento e memória, se fazem presente nesse esporte, mais do que em qualquer outro. 

Jornalista, graduado pela UniBH, Especializado em marketing digital. Um apaixonado pelo futebol e pelos esportes de aventura. Atualmente atua como repórter e colunista do portal de marketing esportivo Brand Bola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *