PRODUTOS DE FUTEBOL | A criatividade não tem fim

Existem diversas maneiras e estratégias para os clubes alcançarem a rentabilidade financeira. Bilheteria, sócio torcedor, cotas de TV, patrocinadores e várias outras. Uma delas é o licenciamento de produtos.

Como funciona? Uma empresa fornecer algum time de produto e serviço e resolve agregar valor à sua marca utilizando também o nome/logo do clube. Para isto, ela entra em um acordo com o clube, sobre os valores que deve pagar de royalties, porcentagem por produto vendido, etc… Consequentemente, a empresa venderá mais produtos para os torcedores daquele time com que ela efetuou a parceria.

Porém, nem sempre estes produtos são convencionas e tradicionais. Listei alguns destes produtos inusitados no mercado do futebol. PS.: Não foi possível confirmar todos os produtos deste post como: licenciados/oficiais ou artesanais/réplicas.

Calcinha do Flamengo, cueca do São Paulo e presto barba do Manchester United, abridor de garrafas do Suárez, torradeira do Chelsea, fones de ouvido do Grêmio, tapete do Swansea e, acredite, caixões…

Tá certo. Estes caixões e o boneco abridor do uruguaio não devem ser licenciados (parecem ser “artesanais”), mas que a criatividade fica bem presente nestes produtos, ah, isto ninguém pode negar.

Ah, só para fechar… Tem camisinha do Atlético-MG e vestido de noiva do Santos também.

Imagens:
Guia Boleiro / Globoesporte.com

 

Belorizontino, graduado em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário de Belo Horizonte – Uni BH, Especialista em Gestão Estratégica de Marketing pela Una. Foco de Mercado em Marketing Digital e Esportivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *