Sobre os motivos de se construir uma arena

A construção de arenas próprias para os times virou um dos assuntos mais falados nas últimas semanas. Isso porque o Atlético Mineiro vem mostrando os ajustes finais de seu planejamento para concretizar “o sonho da casa própria”.

A notícia criou polêmica ao esbarrar em alguns conselheiros do clube que se dizem contra o projeto. A votação, que ocorrerá dia 18 de setembro, na sede do clube, criou o senso de urgência na torcida. Em sua maioria a favor do estádio, os torcedores se manifestam em grande número pelas mídias sociais com o objetivo de exercer pressão sobre aqueles que tentam barrar os próximos passos.

As hashtags #EstadioSim e #ArenaSim ganham cada vez mais força, e o público promete estar presente no dia da votação.

Analisando a situação, sem clubismo, logo se vê grandes motivos para a construção de uma arena própria. Parafraseio o grande mestre João Henrique Areias, sobre alguns dos pilares que sustentam o negócio esporte:

– Time: é o mais palpável do esporte, a concretização e resultado dos treinamentos, negociações e evolução, vistos dentro do campo.

– Centro de Treinamento: o alicerce de um bom empreendimento esportivo. Os times com visão de longo prazo investem nesse quesito para colher os frutos no futuro.

– Torcida: afinal, futebol também é negócio e os times querem aumentar seu mercado, ou seja, o número de torcedores.

Arena: o caminho mais curto para aproximar o empreendimento do mercado, o clube dos torcedores. Ela representa uma vantagem técnica por vários motivos:

  1. Retorno mais alto e rápido que outros empreendimentos (lê-se shoppings).
  2. Aumento da renda, dado ao número de sócios e cadeiras cativas (vide lucro exponencial do Palmeiras em seu primeiro ano de arena própria).
  3. Aproveitamento dos espaços multiuso para atividades diversas, com a identidade do clube.
  4. Aumento do patrimônio através de um investimento seguro e bem estruturado.
  5. Identificação da torcida com sua casa, aumentando a presença de todos os segmentos sociais (geral, cadeira e camarote), eliminando o ruído criado por imposições das administradoras dos estádios já existentes em Belo Horizonte.
  6. Depois do número 5, ainda precisa continuar?

Ficamos na expectativa dos próximos capítulos e na torcida por um mercado esportivo mais estruturado e independente! #ArenaSIM

Fonte da imagem: Atlético/Divulgação

Escrevendo sobre experiências e histórias! Especialista em Marketing Estratégico, publicitária e apaixonada por comunicação e futebol

8 comentários sobre “Sobre os motivos de se construir uma arena

    • Jhonathan FX disse:

      As dívidas do Galo realmente são altas, entretanto já foi refaninciadas pelo Profut. O estádio não será pago com dinheiro do futebol do Atlético, mas sim com dinheiro privado…

  1. Luiz Mota disse:

    Existe um estadio publico – com $ publico que vai ficar sub-utilizado . Não seria melhor rever esta administração do mineirão de forma a que os clubes da capital tivessem ….. livre uso dos mesmo com custos que viabilizasse sua utilização e manutenção.

    • Jonathan Adolares disse:

      O problema é que o mineirão custou 800 milhôes a iniciativa privada. E eles não vão, de maneira nenhuma, abrir mão desse montante. Na verdade, o mineirão praticamente pertence a Minas Arena por 30 (agora pouco menos)anos. E portanto não tem como passar a gestão aos clubes de MG.

  2. Gilney Guimarães disse:

    Não sou atleticano, mas se os conselheiros votarem contra, será um tiro contra o próprio pé. Será a vitória do pensamento pequeno, do medo em alçar voos mais altos e do provincianismo. Até preferiria que fosse o Cruzeiro que estivesse na eminencia de construir seu próprio estádio, mas tendo o Mineirão fica dificil. O Clube ganharia musculatura e ficaria com uma identidade mais forte. Para o futebol mineiro seria muito interessante. O Cruzeiro também e indiretamente seria beneficiado.

  3. José Antonio disse:

    Falou tudo Nathália, só pode ser contra a construção do estádio do Galo, nos moldes propostos, quem torce para outro time ou tem algum interesse que isso não se concretize.

  4. Cícero Alvernaz disse:

    Depois do “caiu no Horto, o Galo está morto” qualquer coisa é bem vinda, mas um empreendimento desta envergadura tem que ser bem pensado e bem analisado. Sou Galo e, evidentemente, quero o melhor para o meu clube.

  5. Silva disse:

    Mais uma vez vê se o Grande Clube Atlético Mineiro se desviando do seu foco. Hoje a grande batalha que deveria estar sendo travada deveria ser em como ganhar um título do campeonato brasileiro, haja vista que são mais de 45 anos que não se consagra campeão . Depois de achado o caminho das pedras poderíamos ter certeza que com título em mãos, os valores das cotas de patrocínio seriam mais bem valorizadas e assim poderíamos equacionar melhor a dividas e os investimentos para tornar o Galo ainda maior. Ao invés disso, ano apos ano, gasta se tempo e recursos com assuntos diversos perdendo o foco e a oportunidade sim de fazer um Clube Grande. Vimos diversas construções grandiosas pelo Brasil nos últimos anos, estádios e arenas, grandiosos. Poucos se pagam e não estão em dificuldades financeiras, mas essa ARENA de agora não , essa vai ser diferente, essa vai resgatar a grandiosidade de nosso amado Alvinegro??? É mais fácil criar um fato novo , um projeto grandioso e assim tentar unir todos em torno de temas extra-campos do que olhar pra dentro e tentar entender o porquê, que em 45 anos não conseguimos um único titulo do campeonato brasileiro . É difícil olhar pra dentro e reconhecer onde estão nossos erros e onde nao devemos errar. É mais fácil colocar a culpa no Juiz, na Falta de sorte e continuar desviando daquilo que deveria ser o nosso FOCO. Mas enfim, agora, …., vai ser diferente!!!
    Acorda Atleticanos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *