Quanto vale um jogador de futebol? | Case Ronaldinho Gaúcho

Quando você analisa o valor que um clube paga por um jogador de futebol – seja para contratá-lo, ou seja o seu salário anual, é comum se espantar. Afinal, cada vez mais, os valores das transferências são maiores e as multas rescisórias também.

Quando um clube investe muitas cifras em um atleta, é previsível que já não é um investimento apenas focado dentro das quatro linhas, mas que extrapola o rendimento físico do atleta. É uma aposta na marca daquele profissional.

Valores que superam a “barreira física” dos 222 milhões de euros que o PSG investiu em Neymar, dos 105 milhões de euros que a Juve recebeu pelo Pogba, e dos 100 milhões de euros que o Bale rendeu ao Tottenham quando foi para o Real Madri.

Como forma de apresentar este cenário, em que muitas vezes jogadores valem mais do que vários clubes juntos, abaixo algumas informações sobre um case que considero bem mais que “de sucesso”: a marca Ronaldinho Gaúcho.

Redes Sociais

Vamos iniciar com o alcance atual do RG em suas mídias sociais: No Facebook, o cara tem quase 35 milhões de seguidores (número que se aproxima da população total do Canadá. Ou, se preferir, Portugal, Grécia e Áustria juntos). No Twitter, 15,6 milhões de pessoas segue o “Gaúcho”. Já no Instagram, 25,7 milhões acompanham a rede de imagens do craque.

Além de ter esta legião o seguindo, a lenda do futebol ainda tem a sua própria rede social, que funciona praticamente igual ao Facebook, porém é toda personalizada com a identidade visual do RG.

Licenciamento de Produtos

Agora, vamos aos seus produtos licenciados. Pelo menos a maioria deles. Uma marca de relógios chamada 18K, um hand sppiner  (“passa-tempo” que virou febre), um hand scooter (skate eletrônico), e-booklinha de camisetas, capas de celular, canecas e quadros já foram lançados pelo “dibrador”.

Além destes produtos, presença em filmes, livros e revistas em quadrinhos também fazem parte do portifólio de Ronaldinho.

Campanhas Publicitárias e Eventos

Sobre as campanhas publicitárias e participações em eventos, creio que nem o próprio Ronaldinho deve lembrar de todos que já executou. Afinal, são quase 20 anos de carreira, oito camisas de clubes já vestidas + a Seleção Brasileira e diversos patrocinadores fixos e pontuais.

Mas só a título de curiosidade: segundo o jornal peruano Líbero, Ronaldinho Gaúcho recebeu 100 mil dólares (R$ 340 mil) pelos 90 minutos do amistoso que disputou pelo Cienciano contra o Sporting Cristal.

Coleção de camisas do fã Ivan Panteleon

Após observar todos estes dados e informações acima, penso que fica mais fácil entender  o porque do futebol ter os seus valores financeiros decolando cada vez mais. O alcance que uma marca patrocinadora do RG pode ter é potencialmente gigante.

Sendo assim, não apenas o Ronaldinho, mas qualquer jogador referência que seja contratado por um time, acaba, além de levar o seu bom futebol ao contratante, agregando valor aos planejamentos comerciais e de branding do clube.

Imagens: Mídias Sociais Oficiais do Ronaldinho / Mantos do Futebol / Youtube

Belorizontino, graduado em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário de Belo Horizonte – Uni BH, Especialista em Gestão Estratégica de Marketing pela Una. Foco de Mercado em Marketing Digital e Esportivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *