CAMISAS DE FUTEBOL: COMBATENDO A PIRATARIA E ABRAÇANDO MAIS FÃS

Não é novidade pra ninguém que os produtos licenciados constituem uma importante receita dos clubes de futebol. Dentre tais produtos, quero destacar as camisas de futebol, produtos que criam os laços mais estreitos entre jogadores e torcedores, afinal ambos usam e estão atrás de um objetivo em comum: vencer.

Imagem: blog.chicomaia.com.br

A discussão que quero levantar se refere ao acesso que os torcedores têm às camisas de futebol, pois nem todos possuem condições de comprar uma camisa oficial. O elevado preço acaba sendo um impeditivo, o que leva muitos fãs a adquirirem réplicas ou produtos piratas, bem mais baratos que os modelos oficiais.

Ainda que tenhamos ciência desse cenário, grande parte dos clubes nada faz para tentar abraçar esses torcedores menos endinheirados, facilmente prospectados por produtos pirateados e de fácil acesso. Contudo, para a nossa alegria, já vimos dois clubes europeus – como sempre – entrarem em ação nesse contexto: Liverpool e Barcelona.

O clube da terra dos Beatles, visando combater a pirataria de suas camisas na China, resolveu expandir seu mercado para a Ásia, vendendo peças licenciadas – ainda que não fabricadas pela New Balance, fornecedora dos Reds – por £23 (R$92,69). Já o Barcelona (a Nike, mais precisamente) criou uma categoria de camisas denominada Breathe, na qual o material de fabricação é mais simples e o design apresenta menos detalhes que os outros dois modelos mais caros – Stadium Home (£85) e Vapor Match Home (£140). O preço? €40 (R$148,00), muito mais acessível aos torcedores do Barça.

A tendência é que esse tipo de ação seja adotado por outros clubes, visando atingir novas praças e aumentando a lucratividade junto a torcedores de menor poder aquisitivo. E aqui no Brasil, é possível botar essa estratégia em ação?

Sim, é possível. Os clubes devem investir em pesquisas de mercado junto aos fãs, visando obter informações do público e, com isso, criar produtos de acordo com os diversos perfis de consumidores. Não acredita que isso é possível? Então sugiro que leia este artigo sobre Compra de camisas de futebol: os fatores de influência na tomada de decisão. Ainda que tenha sido um projeto experimental de minha autoria, tal artigo já diz muito sobre o quão importante é conhecer os torcedores para criar produtos cada vez mais específicos.

(Foto: Footy Headlines/Reprodução)

Paulistano, 20 anos. Estudante de Marketing, técnico em Multimídia e um apaixonado por futebol, especialmente pelo Palmeiras. Com muita paixão e muito conhecimento, mudaremos o futebol brasileiro para melhor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *