Contratações de peso elevam as vendas de camisas dos clubes, por Wilton Felizardo

Conhecida como “manto sagrado” ou “armadura” para os brasileiros, maglia para os italianos e camisola para os portugueses, as camisas dos clubes de futebol estão a cada temporada mais bonitas, bem desenhadas, trabalhadas com tecnologia avançada, e, claro, sempre no guarda roupa do torcedor.

Mas quando o clube contrata um craque, o desejo para ter esse “manto sagrado” aumenta e o torcedor dá um jeitinho de gastar, mesmo que um pouco mais, para ter a vestimenta. Os preços podem ultrapassar os R$ 300,00 quando se trata de modelos próximos aos que os jogadores utilizam, ou, no caso das chamadas réplicas, mais comuns nas lojas, os preços variam entre R$ 100,00 e R$ 250,00.

A bola da vez para movimentar esse mercado é brasileiro Neymar Jr. Após a transferência de Neymar para o PSG,  segundo informações da fornecedora Nike e do próprio PSG, o clube, logo no primeiro dia, chegou à marca de 1 milhão de euros com a venda de camisas, sendo vendidas aproximadamente 10.000 unidades. E isto apenas nas duas lojas, só no primeiro dia.

Foto: campograndenews

Mas não é só Neymar Jr. que movimentou o mercado com vendas de camisas, dando assim, um bom retorno ao clube de imediato. Outros grandes craques no velho continente, assim que foram contratados, rapidamente alavancaram os negócios de seus novos times.

Um exemplo recente deste mundo milionário, no qual as empresas de materiais esportivos lucram muito nestas horas, é o sueco Zlatan Ibrahimovic, que, quando chegou ao Manchester United, para a temporada 2016/2017, rendeu em uma semana para o clube mais de R$ 320 milhões de reais em vendas de camisas com o seu nome estampado nas costas.

Foto: independet.co.uk

Para se ter uma ideia, segundo publicações da imprensa inglesa na época, os valores arrecadados chegaram a ajudar na contratação do francês Paul Pogba, para o próprio Manchester United, junto à Juventus de Turim, da Itália, em torno de 120 milhões de euros.

Com contratação de Neymar Jr., os torcedores do PSG já podem esperar que suas camisas fiquem mais pesadas e passem a “entortar o varal” a partir desta temporada, já que o clube ainda conta com nomes de peso, como Daniel Alves, Cavani e Di Maria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *